sábado, 31 de agosto de 2013

31 de Agosto - Dia do Nutricionista


O Grupo Equilibrium parabeniza todos os nutricionistas, técnicos e estudantes de Nutrição pelo seu dia. Acreditamos que os profissionais da nutrição são a promessa de um futuro melhor para a saúde da população brasileira. Desejamos que a alimentação saudável e segura aliada ao prazer, bem estar e escolhas mais inteligentes permeiem as recomendações das mais diversas áreas de atuação profissional!
www.equilibriumonline.com.br

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Bolo Gelado de Coco

Bolo gelado de coco (Foto: Iara Venanzi/Casa e Comida)
Bolo Gelado de Coco


Ingredientes

5 ovos;
320 g de açúcar refinado;
640 ml de leite;
240 g de farinha de trigo;
15 g de fermento químico em pó;
200 g de coco ralado;
1 lata de leite condensado;
200 ml de leite de coco;
Manteiga e farinha de trigo para untar a fôrma, o quanto baste.

Modo de fazer

1 Bata as claras em neve e adicione o açúcar aos poucos, sem parar de bater.
2 Adicione as gemas, 240 ml de leite e bata mais um pouco.
3 Com uma espátula, incorpore a farinha de trigo e o fermento peneirados e coloque em uma fôrma untada e enfarinhada.
4 Leve para assar em forno preaquecido a 180°C por 40 minutos ou até a massa ficar dourada.
5 Prepare a calda: bata o leite condensado, o leite de coco e 400 ml de leite no liquidificador. Reserve.
6 Despeje a calda sobre o bolo ainda quente e polvilhe coco ralado por cima.
7 Leve para gelar, corte e embrulhe os pedaços em papel-alumínio.


Receita de Cesar Yukio, do Ceg
Foto Iara Venanzi | Realização Cláudia Pixu | Produção Florise Oliveira|
Rendimento 15 porções
Tempo de preparo 2 h
Fonte - http://revistacasaejardim.globo.com/Casa-e-Comida/Receitas/Bolos-e-biscoitos/noticia/2013/08/bolo-gelado-de-coco.html




quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Nhoque ao Molho de Tomate

detalhe receita
Nhoque ao Molho de Tomate


Ingredientes

Massa

        4 batatas descascadas
        1 ovo
        1 colher (sopa) de manteiga
        meia xícara (chá) de queijo parmesão ralado
        2 saches de MAGGI® Tempero e Sabor Legumes
        meia colher (chá) de sal
        1 xícara (chá) de farinha de trigo

Molho

        1 colher (sopa) de azeite
        4 tomates picados
        1 cebola pequena, picada
        1 xícara (chá) de polpa de tomate
        1 pitada de açúcar
        1 colher (chá) de sal
        1 colher (sopa) de salsa

Modo de Preparo

Massa:
Cozinhe as batatas em meio litro de água salgada, por cerca de 15 minutos ou até ficarem macias. Amasse-as com um garfo e passe-as por uma peneira ou espremedor. Numa vasilha misture com o ovo, a manteiga, o queijo, o MAGGI® TEMPERO E SABOR e o sal. Misture bem a cada adição e vá juntando a farinha até obter consistência de enrolar (trabalhe sempre sobre superfície enfarinhada). Enrole e corte como nhoques. Cozinhe-os em água fervente e retire-os passados 5 minutos que subirem a superfície.
Molho:
Em uma panela, aqueça o azeite e refogue os tomate e a cebola. Adicione a polpa de tomate, meia xícara (chá) de água, o açúcar e o sal. Cozinhe por cerca de 10 minutos. Misture a salsa e sirva sobre a massa.

Sobre a receita

    Rendimento: 6 porções
    Categoria da Receita: Prato Principal
    Tipo de Prato: Massas Salgadas

    Tempo de Preparo: 45 min.
    Tempo Total de Preparo: 45 min.
    Nível de Dificuldade: Fácil
    Custo: $ - Baixo

Fonte - http://www.nestle.com.br/site/cozinha/receitas/nhoque_ao_molho_de_tomate.aspx

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Pudim de Tapioca

Pudim de tapioca com calda de caramelo
 Pudim de tapioca com calda de caramelo


Ingredientes

Para o pudim:   
 
1 litro de leite de coco
50 g de coco ralado
250 g de tapioca
1 lata de leite condensado
1 lata de creme de leite
500 ml leite
5 ovos inteiros

Para o caramelo

500 g de açúcar
1 litro de água

Modo de preparo
1. Numa tigela, coloque o leite de coco, o leite, a tapioca e o coco ralado.
2. Deixe descansar, por cerca de 30 minutos, ou até a tapioca absorver todo o líquido.
3. Prepare o caramelo: coloque o açúcar e a água numa panela, misturando até o açúcar dissolver. Leve a panela ao fogo e deixe, por aproximadamente 10 minutos, sem mexer.
Desligue o fogo quando o caramelo estiver marrom. Utilizando as costas de uma colher, espalhe o caramelo numa forma de pudim com buraco no meio.
4. Bata no liquidificador os ovos, o creme de leite, e o leite condensado. Junte à mistura de tapioca reservada.
5. Despeje tudo na forma de pudim previamente caramelizada e cubra com papel-alumínio.
6. Leve ao forno em banho-maria, por aproximadamente 1 hora. Abra o forno, retire o papel-alumínio e espete um palito no pudim. Se o palito sair seco, o pudim já está pronto.
7. Deixe esfriar, desenforme e leve à geladeira.


Imagem: Divulgação
Fonte Chef Morena Leite - Restaurante Capim Santo, São Paulo - SP
Tempo de Preparo - Médio - 2 horas
Rendimento - 10 porções
Dificuldade de preparo - Médio
Fonte - http://basilico.uol.com.br/191-receitas-PUDIM-DE-TAPIOCA-COM-CALDA-DE-CARAMELO

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Alimentação Saudável - Lanches


Fazer pequenos lanches a cada três horas tem se tornado um hábito indispensável a quem busca uma alimentação saudável. Além de manter o metabolismo acelerado, eles são ótimos para controlar o apetite antes das refeições principais.
Está sem ideia de lanches saudáveis? Para adicioná-los já à sua rotina, a nutricionista Rafaela Ceni selecionou 10 opções saborosas e nutritivas de lanchinhos rápidos para ter sempre à mão. Confira!

1. Frutas

lanches rapidos saudaveis dia a dia 1 10 ideias de lanches rápidos e saudáveis para o dia a dia
As frutas são uma ótima opção de lanche saudável! Além de deliciosas, elas são ricas em vitaminas e fibras. Para um lanche completo, você pode associá-las a outro tipo de alimento, como um iogurte desnatado. Para obter todos os benefícios, procure variar as frutas.

2. Mix de oleaginosas

lanches rapidos saudaveis dia a dia 2 10 ideias de lanches rápidos e saudáveis para o dia a dia
As oleaginosas são práticas para carregar e cheias de nutrientes: proteínas, vitamina E, vitaminas do complexo B, selênio, potássio e ômega-3. Têm ação antiinflamatória e são fontes de ácidos graxos, que aumentam o colesterol bom e diminuem o ruim. Se seu objetivo é perder peso, fique atenta às quantidades, pois as oleaginosas são calóricas. A nutricionista Rafaela Ceni indica o mix contendo 1 castanha do Pará, 4 castanhas de caju e 3 amêndoas. Escolha as opções livres de sal.

3. Barra de cereais

lanches rapidos saudaveis dia a dia 3 10 ideias de lanches rápidos e saudáveis para o dia a dia
É um lanche muito prático para carregar na bolsa. Fique atenta ao rótulo e faça boas escolhas: dê preferência às barrinhas ricas em fibras, com baixo teor de gordura saturada e, de preferência, com poucas calorias.

4. Pão integral com queijo branco

lanches rapidos saudaveis dia a dia 4 10 ideias de lanches rápidos e saudáveis para o dia a dia
É um lanche completo, pois tem o carboidrato complexo associado à proteína magra. Para um lanchinho, a nutricionista sugere 1 fatia de pão integral com 1 fatia de queijo branco. Ao escolher seu pão, lembre-se de verificar, no rótulo, a quantidade de farinha de trigo integral na composição do produto, assim como a quantidade de fibras. A farinha integral deve ser o primeiro item da lista de ingredientes, o que indica que é o item presente em maior quantidade no produto.

5. Torrada integral com requeijão light

lanches rapidos saudaveis dia a dia 5 10 ideias de lanches rápidos e saudáveis para o dia a dia
Assim como o pão integral, duas torradas integrais com requeijão light formam um bom lanche. O requeijão light pode ser substituído por creme de ricota light, geléia diet ou até um queijinho processado. Mais uma vez, lembre-se de verificar se suas torradas são mesmo integrais!

6. Iogurte light

lanches rapidos saudaveis dia a dia 6 10 ideias de lanches rápidos e saudáveis para o dia a dia
O iogurte light é rico em cálcio e ajuda na manutenção da flora intestinal. Para obter um lanche completo, acrescente grãos, cereais e frutas picadas. Rafaela sugere 1 pote de iogurte sem gordura com 1 colher de sopa de semente de chia, linhaça, granola ou aveia.

7. Frutas desidratadas

lanches rapidos saudaveis dia a dia 7 10 ideias de lanches rápidos e saudáveis para o dia a dia
Tão saudáveis quanto uma porção de frutas, elas não perdem seu valor nutricional, só são naturalmente mais doces pois, com a retirada de água, o açúcar da fruta fica concentrado. Ricas em fibras, minerais, potássio, magnésio e vitamina A, as frutas secas são ótimas opções de lanche. Antes de comprar, lembre-se de verificar se não têm adição de açúcar.

8. Sanduíche natural

lanches rapidos saudaveis dia a dia 8 10 ideias de lanches rápidos e saudáveis para o dia a dia
Um sanduíche natural pode ser uma boa opção para comer entre as refeições. Recheie o pão integral com alface, tomate, cenoura e uma proteína magra, como uma fatia de queijo branco e uma de blanquet de peru (que, segundo a nutricionista, possui menos sódio, gordura e colesterol que o peito de peru). Caso seu objetivo seja perder peso, você pode optar por um mini-sanduíche, feito com apenas uma fatia de pão cortada ao meio.

9. Suco verde

lanches rapidos saudaveis dia a dia 9 10 ideias de lanches rápidos e saudáveis para o dia a dia
Ele ajuda a eliminar as toxinas do corpo, diminui a retenção de líquidos e pode ser muito refrescante. Há muitas receitas de suco verde, a nutricionista dá uma sugestão: 2 fatias de abacaxi, meio limão espremido, uma folha de couve orgânica, um punhado de hortelã e uma raspinha de gengibre. Bata tudo no liquidificador com água gelada. Você também pode substituir a água por água de coco. Se quiser, adoce com mel ou adoçante.

10. Vitamina de frutas

lanches rapidos saudaveis dia a dia 10 10 ideias de lanches rápidos e saudáveis para o dia a dia
Para um lanche gostoso e saudável, que tal uma vitamina de frutas? Bata no liquidificador uma porção de frutas à sua escolha com 1 copo pequeno (150ml) de leite desnatado. Se quiser, acrescente uma colher de sopa de linhaça ou aveia e, se achar necessário, adoce com adoçante.
E então, gostou das sugestões? Agora que está cheia de ideias, lembre-se de ter sempre por perto um lanchinho saudável. Esse é um ótimo hábito para impedir que você escape da dieta.
A nutricionista Rafaela Ceni ainda orienta que, para obter uma gama maior de nutrientes ao longo do dia, o ideal é sempre variar os alimentos a cada lanchinho.
Além disso, é importante lembrar que cada pessoa tem uma necessidade de calorias e nutrientes diferente, que depende de diversos fatores, como a idade, a atividade física praticada e o objetivo de cada um. Por isso, é sempre bom procurar a orientação de um profissional.
Fonte - http://www.dicasdemulher.com.br/10-ideias-de-lanches-rapidos-e-saudaveis-para-o-dia-a-dia/

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Massa Integral

Essa receita de massa integral é a minha predileta. Com essa massa é possível fazer tortas doces e salgadas, pastel de forno, empadinha e até mesmo biscoitos. Ela é super fácil de fazer e os ingredientes são bem simples. Essa receita está disponível em nosso E-book Gratuito de Culinária Vegetariana, mas a seguir você encontra sugestões exclusivas de recheio. Confira:



Massa Integral Tipo Podre
Ingredientes:
  • 2 xícaras de aveia
  • 2 xícaras de farinha de trigo integral
  • 1 xícara de água morna
  • 3/4 xícaras de azeite
  • 1 colher de café de sal marinho
Modo de fazer:
Bater no liquidificador a aveia, o óleo, a água e o sal até obter um creme viscoso. Despejar numa vasilha e acrescentar a farinha de trigo. Misturar bem. Dividir a massa em duas partes e abrir com o rolo. Com uma parte da massa, forrar a assadeira (não é preciso untar se utilizar pirex de vidro). Colocar o recheio de preferência e cobrir com o restante da massa. Outra opção é fazer tirinhas com a massa e colocar sobre o recheio de maneira que fique uma sobre a outra formando um quadriculado. Levar para assar em forno médio por cerca de 45 minutos. Para fazer pastel de forno, cortar a massa em círculos, acrescentar o recheio de preferência, fechar a massa formando uma meia lua e amassar as pontas com um garfo para evitar que a massa abra depois de assada. Para fazer biscoito, basta cortar a massa em tirinhas ou em formatos variados utilizando forminhas para biscoito e levar para assar. No caso de biscoitos, a massa assa bem mais rápido. Ficar atento para não deixar queimar. Para tortas doces, não é preciso acrescentar mel nem açúcar na massa, mas utilizar os mesmos ingredientes indicados acima.

Sugestões de recheio:
1. Maçã com Passas
Ingredientes:
  • 6 xícaras de maçã picada
  • 4 colheres de sopa de uva passa clara
  • Mel a gosto (opcional)
  • 2 colheres de sopa de farinha de trigo integral
  • 1⁄2 colher de café de sal marinho
Modo de fazer:
Juntar tudo numa panela e levar ao fogo até a maçã cozinhar. Colocar sobre a massa, cobrir conforme o desejado (tirinhas ou outro formato) e levar ao forno.
2. Quinoa com Pimentão
Ingredientes:
  • 2 xícaras de quinoa
  • 1 pimentão vermelho picado
  • 1 pimentão amarelo picado
  • 1 cebola picada
  • Cheiro verde a gosto
  • Azeitona picada
  • Sal a gosto
  • 2 a 3 colheres de sopa de amido de milho
Modo de fazer:
Cozinhar a quinoa e os pimentões em aproximadamente 4 xícaras de água. Ao final do cozimento, adicionar o cheiro verde, azeitona e o amido de milho dissolvido previamente em água fria. Colocar sobre a massa, cobrir conforme o desejado (tirinhas ou outro formato) e levar ao forno.
3. Tofu com Ervas
Ingredientes:
  • 2 caixas de tofu
  • Cebolinha a gosto
  • 2 cebolas picadas
  • Orégano
  • Azeite
  • Sal a gosto
  • Suco de 2 limões grandes
  • 3 tomates picados
  • E outros temperos de sua preferência como cominho, alho, etc.
Modo de fazer:
Amassar o tofu com o garfo e misturar todos os ingredientes. Colocar sobre a massa, cobrir conforme o desejado (tirinhas ou outro formato) e levar ao forno.
4. Homus (pasta de grão-de-bico)
Ingredientes:
  • 2 xícaras de grão-de-bico cozido
  • 3 colheres de sopa de pasta de gergelim (tahine)
  • Suco de um limão grande
  • 3 dentes de alho (opcional)
  • 1 colher de café de sal marinho
  • 1/2 colher de café de cominho
  • 1 colher de sopa de cebola em pó ou cebola crua a gosto
Modo de fazer:
Bater todos os ingredientes no liquidificador até obter um creme. Colocar sobre a massa, cobrir conforme o desejado (tirinhas ou outro formato) e levar ao forno.
Dica: Para uma torta bem recheada, fazer três receitas de homus.
Bom apetite!
Editora do site Vida Campestre
- See more at: http://www.tudoparavegetarianos.com.br/receitas/salgados/massa-integral-tipo-podre-para-tortas-pasteis-e-biscoitos/#sthash.58JOOT4y.dpuf

domingo, 25 de agosto de 2013

Como Fazer: Casquinhas de Laranja Cristalizadas


cristal


Uma das gostosuras vendidas nas feiras e bancas de frutas são as famosas casquinhas de laranja cristalizadas… uma combinação perfeita e perfumada do leve “amarguinho” da laranja, com o doce do açúcar, mas a verdade é que apesar de serem fáceis de fazer e levarem poucos ingredientes, muitas pessoas ainda desconhecem sua receita, então, trouxemos ela para você!

cascas_de_laranja_cristalizadas1


  1. Descasque a laranja de modo que não tire muito da parte branca (ou vai ficar azedo), corte a casca em tiras e reserve.
  2. Escalde rapidamente as cascas e depois adicione o açúcar. Deixe cozinhar por 5-10 minutos ou até que esteja ficando levemente transparente.
  3. Retire as cascas com a ajuda de uma pinça e colo em cima de uma folha de papel manteiga, deixe esfriar para que cristalize. (se preferir polvilhe açúcar cristal enquanto ainda estiver quente).
  4. Sirva como acompanhamento de pudins, petiscos ou use para decorar seus bolos e sobremesas.
E claro, você pode passar as casquinhas de laranja em chocolate derretido e fazer palitinhos de laranja e chocolate para acompanhar cafés… não é preciso dizer que fica uma delícia, né?

cristalizadas
Fonte-http://blog.camicado.com.br

sábado, 24 de agosto de 2013

Bolo da Fazenda Inesquecível

Bolo da Fazenda Inesquecível
Bolo da Fazenda Inesquecível




 Ingredientes

* medida da xícara usada foi de 200ml

2 1/2 xícaras de açúcar (usei 2 xícaras)

4 ovos médios

100g de manteiga sem sal

100g de coco ralado seco

1/2 xícara de água (usei leite)

2 potes de iogurte natural (calculei 170ml cada pote)

2 xícaras de fubá (usei 2 xícaras cheias)

1 xícara de farinha de trigo (usei 2 xícaras cheias)

1 colher (sopa) de fermento em pó

1 xícara de goiabada cortada em cubinhos

manteiga e açúcar e canela para polvilhar a forma



Modo de preparo

Preaqueça o forno a 180oC.

Unte uma forma redonda de 24cm com manteiga e polvilhe com a mistura de açúcar e canela em pó. Reserve.

Peneire a farinha de trigo com o fermento e tire uma colher de sopa para envolver os cubinhos de goiabada.

Bata a manteiga até ficar um creme. Junte o açúcar e bata até esbranquiçar. Junte os ovos, um por um, batendo bem a cada adição. Acrescente o coco ralado e o iogurte. Bata mais um pouco e junte o fubá. Misture bem e junte a mistura da farinha de trigo com o fermento. Regue com a água ou leite e misture com cuidado com colher de silicone. Enquanto ainda houver pontos brancos da farinha na massa, junte os pedacinhos de goiabada e termine de misturar. Despeje a massa na forma e nivele a superfície. Bata o fundo da forma levemente e leve para assar por cerca de 40 minutos ou faça o teste do palito.

Retire do forno e deixe amornar antes de desenformar.

http://pecadodagula.blogspot.com.br/2006/12/bolo-da-fazenda-inesquecvel.html

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Comercialização de Produtos Orgânicos

 Shutterstock
Procedimento pode trazer grandes vantagens comerciais para produtores do Brasil e da Europa (Foto: Shutterstock)

Brasil e UE discutem acordo para comercialização de produtos orgânicos

A harmonização das normas e procedimentos regulamentados para a produção orgânica entre o Brasil e a União Europeia é o principal motivo da reunião de trabalho. Nesta primeira etapa está sendo realizado um estudo comparativo entre os regulamentos das duas partes.

Por isso, chegou ao Brasil uma missão da União Europeia com a presença de Hans-Christian Beaumond e Manuel Rossi, responsáveis, respectivamente, para assuntos agrícolas na América Latina e pela área de agricultura orgânica. O secretário de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Caio Rocha recebeu a missão, nesta segunda-feira (29/7) em Brasília.

Na audiência, foi apresentada a estrutura do processo de equivalência que costuma ser utilizado pela União Europeia e como deverá ser estabelecida a agenda de trabalho, que será em etapas – por exemplo, voltadas à verificação de pontos em comum e de divergências que terão que ser tratadas no processo de discussão para o reconhecimento da equivalência.

De acordo com Caio Rocha, o procedimento pode trazer grandes vantagens comerciais para produtores do Brasil e da Europa, pela redução dos custos e da burocracia para a comercialização internacional de produtos orgânicos, com a simplificação do processo de certificação desses produtos para sua exportação nos dois sentidos. “A celebração de protocolos técnicos na produção de orgânicos que poderá servir de exemplo para outros produtos de interesse comercial do Brasil”, destacou.

Na pauta de interesse de produtos orgânicos brasileiros para a UE estão produtos como o cacau, café, chá e frutas. Em contrapartida, a UE tem sido fornecedora de vinhos, derivados de leite e azeite orgânicos, entre outros.

Para conhecerem um pouco mais da produção orgânica no Brasil, os técnicos europeus visitaram, no sábado (27/7) a Fazenda Malunga, localizada no Distrito Federal, que é uma referência nacional na produção agrícola e pecuária orgânica.

*Com informações do Ministério da Agricultura
Fonte-

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Risoto ao Gorgonzola

Risoto-de-pera-com-gorgonzola01
Risoto ao Gorgonzola

Ingredientes
1 xícara (chá) de vinho branco (200 ml)
1 embalagem de Cozinha & Sabor Tio João Risoto Napolitano (175g)
100 g de queijo gorgonzola picado
2 peras sem casca picadinhas em cubinhos
2 colheres (sopa) de manteiga
 
Preparo
Coloque o vinho branco e o Risoto Napolitano em uma panela e leve ao fogo baixo, mexendo sempre, até ferver. Junte ½ litro de água (500 ml) e cozinhe com a panela semitampada, por 10 minutos.
Junte o gorgonzola e mexa o risoto por 2 minutos, até que fique cremoso e o arroz al dente (cozido, porém ainda firme).  Coloque  a  pera picada e finalize misturando a manteiga.
Sirva em seguida.
 
Tempo de Preparo: 8 minutos
 
Rendimento: 2 porções
Fonte-http://tiojoao.com.br/

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Lichia


 De origem chinesa, a fruta Lichia (litchi chinensis sonn) é um pouco menor do que uma ameixa e possui uma casca grossa e avermelhada, que deve ser retirada na hora de comer. Sua safra começa entre outubro e novembro e dura até o fim do primeiro mês do ano. A fruta é relativamente nova no Brasil entrando com força no país há cerca de quatro ou cinco anos, em regiões como o interior de São Paulo e de Minas Gerais.

Isso contribuiu para que o preço da lichia baixasse. Antes, ela era encontrada apenas como produto importado. É uma fruta doce e saborosa, apreciada na culinária brasileira, especialmente, em sucos, sobremesas e na caipirinha. A lichia é rica em nutrientes e um ótimo alimento funcional.

Pouco calórica (66Kcal em 100g da fruta), não contém gorduras, rica em fibras e água o que auxilia na perda de peso. Apesar de ser rica em carboidratos (16,5g em 100g da fruta), a lichia tem baixa carga glicêmica. Ou seja, tem baixa capacidade de fazer o organismo liberar insulina, hormônio que quando produzido em excesso favorece o aumento de gordura abdominal.



As flores da lichia são curiosamente idênticas às flores do jambeiro.

Também é riquíssima em vitamina C (cada 100 g de lichia tem 50 mg da vitamina) o que auxilia na imunidade e é antiinflamtória. A vitamina C ainda ajuda a controlar a taxa de colesterol no sangue e faz bem para a pele. O potássio também é um mineral presente nessa fruta, ajudando a manter a pressão arterial e a retenção de líquidos sob controle. E ainda podemos citar a presença de vitaminas do Complexo B na sua composição, tornando a lichia uma “ativadora” de metabolismo. Por ter uma ótima quantidade de líquidos na sua composição, a lichia contribui para a boa hidratação do organismo.

Alguns trabalhos científicos já apontaram que o consumo da polpa branca da Lichia – rica em flavonóides – pode prevenir o crescimento de células cancerosas. O pericarpo (casca) da lichia contem quantidades significantes de compostos fenólicos, antocianinas que são os principais polifenóis e indicando-a como um potente “varredor” de radicais livres e possuindo uma forte atividade antioxidante.  As antocianinas desempenham uma função farmacológica importante contra varias doenças, como doenças cardiovasculares, câncer, inflamações e alergias.

A porção diária recomendada é de até 1 xícara de chá.
Fonte-http://www.buscasaude.com.br

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Almôndegas Vegana

Almôndegas (vegana)
 Almôndegas Vegana


 Ingredientes

1 1/2 xícara de PTS fina
1 cebola picada
4 dentes de alho bem picados
1 pimentão cortado em tiras ou cubinhos
2 tomates sem sementes, em cubos
4 colheres (sopa) de azeite
4 colheres (sopa) de aveia (opcional)
1/2 xícara de farinha de trigo ou até dar liga
Azeitonas picadinhas a gosto
Sal, cebolinha e pimenta-do-reino a gosto

Preparo

Refogue o alho. Em seguida junte a cebola e o tomate e refogue bastante. Adicione a PTS (coloquei um pouco de água, mas bem pouco mesmo, só para ela hidratar mais rápido). Assim que a proteína de soja estiver molinha, coloque o pimentão, as azeitonas, sal e a pimenta-do-reino (se quiser pode colocar pimenta-calabresa, eu coloquei só um pouquinho). Depois adicione a aveia e a farinha, se ficar bem grudadinho já está no ponto, molde as bolinhas e frite em óleo bem quente.

Dicas

- Normalmente eu não deixo a soja de molho, tento hidratá-la com o molho do tomate, sempre com algo refogando, acho que pega muito mais sabor.
- Se preferir, essa mesma base dá para fazer hambúrguer.

Fonte: Receita, comentários e foto do blog Amarillo Mostar
Fonte - http://www.cantinhovegetariano.com.br/2012/07/almondegas-veganas.html


segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Groselha Negra

benefícios do suco de groselha negra


A groselha negra é uma frutinha muito rica em vitaminas, minerais e antioxidantes que são excelentes para manter a boa saúde do corpo. Ela cresce em cachos e sua forma é redonda como a uva. Então hoje, você vai conhecer quais são os benefícios do suco de groselha negra para a saúde.
Propriedades suco

A groselha preta é muito doce, e isso se reflete em seu suco. É muito rica em vitamina C, tanto que foi provado que possui quatro vezes mais vitamina C do que as laranjas. Também é rica em potássio, um elemento essencial para o desenvolvimento da massa muscular.


benefícios do suco de groselha negra-1


Benefícios do suco de groselha negra-1

O suco de groselha também é rico em fósforo, essencial para desenvolver uma boa memória e concentração, em ferro, impedindo a anemia, e em vitamina B5, que é responsável pela formação de anticorpos necessários para evitar o aparecimento de determinadas doenças.
Benefícios groselha suco

Beber o suco de groselha é uma excelente maneira de tratar doenças de pele como psoríase e dermatite. Graças ao seu elevado teor de vitamina C , que é ideal para aumentar as defesas do organismo, prevenir distúrbios cardiovasculares, tais como ataque cardíaco e acidente vascular cerebral.


benefícios do suco de groselha negra-2
Benefícios do suco de groselha negra-2

Estudos recentes mostraram que o consumo de suco de groselha é uma excelente maneira de prevenir doenças como a demência ou doença de Alzheimer. Também é importante notar que esse suco previne o desenvolvimento de pedras nos rins e gota. Além disso, se você se dedicar à prática de exercício físico intenso, beber um copo de suco de groselha todos os dias vai impedir que você sofra de dores musculares. Observe também que o suco de groselha melhora a função renal e também aumenta o fluxo sanguíneo.

Como escolher as melhores groselhas

Para conseguir preparar um suco saboroso de groselha negra, você precisa esperar pelos frutos que amadurecem na planta. Isso acontece durante o verão e o outono, As frutas têm de ser firmes ao toque e precisam estar maduras.
http://alimentossaudaveis.net/propriedades-do-suco-de-groselha-negra/

domingo, 18 de agosto de 2013

Bolo Luiz Felipe da Fazenda Não Me Deixes

http://blog.tribunadonorte.com.br/aoponto/files/2012/02/rachel-de-quieroz.jpg


A escritora Rachel de Queiroz (1910/2003) dizia que a cozinha do sertão era como sua literatura: forte e generosa.  A primeira mulher a ocupar uma cadeira na Academia Brasileira de Letras, que escreveu alguns dos romances fundamentais da literatura nacional, “O Quinze” e “Memorial de Maria Moura” , além de crônicas e contos maravilhosos — inclusive de ficção científica! — também era completamente apaixonada pela cozinha. Era uma gastrônoma de mão cheia.
Parte do receituário produzido por ela e familiares em sua fazenda situada em Quixadá, no sertão cearense — onde a escritora passou muitos anos de sua vida — está no livro “O Não Me Deixes: Suas Histórias e Sua cozinha”, que ela escreveu em parceria com a irmã Maria Luíza, mas só foi lançado depois de sua morte. Nele, Rachel dá uma aula de culinária simples, rústica, “sem todas aquelas técnicas de molhos e reduções “, como ela própria escreveu.

A obra também conta um pouco sobre memórias do sertão. A edição mais recente saiu pela José Olympio Editora,  tem projeto gráfico e ilustração de capa do gravurista e pintor paraibano Ciro Fernandes. Custa R$ 27,00.

Em 2010, ano do centenário de Rachel de Queiroz, esse mesmo livro inspirou um Circuito Gastronômico em Fortaleza-CE. Foram 12 restaurantes servindo um prato baseado nessas receitas. Coisa bonita não é?

Mas nem só de sertão vivia a cozinha de Rachel de Queiroz. Ela era fã da cozinha lusitana e dizem que seu Bacalhau virado era famoso até no além mar…

No rol das curiosidades, a escritora teve a insólita tentativa de criar patos em sua fazenda!essa história foi contada em uma reportagem da Revista Gula, de 2010. Edição em que o chef Carlos Ribeiro testa algumas receitas do livro, entre as quais o Bolo Luiz Felipe, que publico abaixo.

Citei Carlos Ribeiro por que muitos potiguares devem conhecê-lo de seu restaurante em São Paulo (Na Cozinha) e de sua participação no Festival de Martins de 2009, quando o chef lançou até um cordel de receitas.

Mas, voltando…

Para começar a semana útil, trago  a receita do Bolo Luiz Felipe. Trata-se de  “um ícone da fartura e do status social no Nordeste”, disse o chef Carlos Ribeiro.

Rachel de Queiroz comentou sobre o Luiz Felipe: “… Para fazê-lo é preciso ter inspiração e, principalmente, boa mão para doces. Existem outras receitas do bolo com o mesmo nome em diferentes regiões, mas o nosso do Ceará, o do Não me Deixes, é esse”.






BOLO LUIZ FELIPE (DA FAZENDA NÃO ME DEIXES)

10 ovos (só 4 claras)
5 xícaras de açúcar
2 ½ xícaras de farinha de trigo
1 pires (cheio) de queijo ralado (queijo de coalho, ou melhor ainda, queijo do reino)
2 xícaras de manteiga
1 copo de leite puro de coco (extraído do coco fresco)

PREPARO:

Com o açúcar, faze-se a calda em ponto de pasta. Batem-se as gemas bem batidas; batem-se as claras em separado.
Quando a calda estiver no ponto e ainda fervendo, tira-se do fogo e acrescenta-se as gemas, lentamente, mexendo forte.
Em seguida acrescentam-se as claras, depois o leite de coco, a manteiga, o queijo e, por último, a farinha de trigo, lentamente mexendo com força
Põe-se numa forma com muita manteiga, polvilhada com farinha de trigo, e leva-se ao forno quente por cerca de 45 minutos. Quando pronto, deixar o bolo esfriar no forno.


Fonte -http://blog.tribunadonorte.com.br/aoponto/para-comecar-a-semana-bolo-luiz-felipe-da-fazenda-nao-me-deixes/49914
Foto - http://www.reidosbolosnh.com.br/site/ver-bolos/

sábado, 17 de agosto de 2013

Bacalhau ao Zé do Pipo


Bacalhau da Noruega ao Zé do Pipo, Fotógrafo: Marco Terranova
Bacalhau da Noruega ao Zé do Pipo

Deliciosa receita de bacalhau: postas do peixe que, depois de cobertas com maionese, são levadas ao forno para gratinar. Experimente!

Ingredientes

1 kg  batata(s) 
0,75 xícara(s)  leite 
1 xícara(s)  azeite de oliva 
1 xícara(s)  manteiga 
2 dente(s)  alho 
2   cebola(s) 
100 ml  vinho branco 
500 ml  maionese 
50 g  azeitona(s) preta(s) 
   sal 
   pimenta 
   noz moscada 
   farinha de trigo 

Procedimento

Primeira parte:
Amassar as batatas cozidas em água e sal e levar ao fogo brando com manteiga.
Adicionar o leite quente, aos poucos, sem parar de mexer.
Temperar com pimenta e noz moscada.
Retirar do fogo e reservar.

Segunda parte:
Secar as postas de bacalhau com um pano de cozinha ou papel toalha e passar na farinha de trigo (o suficiente para empanar as postas).
Fritar no azeite e colocar cada posta em um prato refratário.
Aquecer o forno a 220ºC.
Colocar no azeite da fritura, o alho picado, em seguida, a cebola cortada em meias luas e o vinho branco. Regar o bacalhau com este molho.
Cobrir com a maionese e colocar o purê de batata em toda a volta.
Levar ao forno para gratinar por 20 minutos.
Fonte-http://www.bacalhaudanoruega.com.br/

Parabéns!!!

Feliz Aniversario!!! 
Dizem que fazer aniversario é um momento  de renovação ...

Você consegue fazer isso todos os dias...
Por isso, Feliz o dia em que você nasceu.
Te amo minha tia.


Foto - http://imagensface.com.br 

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Teresina-PI

Aniversário da cidade - 16 de agosto

bandeira Piauí
Bandeira do Piauí

Um dos legados que os indígenas deixaram para o Piauí foi a culinária. No estado há uma forma peculiar de temperar os ingredientes, mas há quem diga que o grande diferencial da comida piauiense é a forma como ela é preparada. O uso da panela de barro faz toda diferença na hora de cozinhar e servir os alimentos, segundo os chefes de cozinha e os próprios consumidores.
Pratos típicos  da culinária piauiense  (Foto: Gilcilene Araújo/G1)Pratos típicos da culinária piauiense (Foto: Gilcilene Araújo/G1)
Os historiadores afirmam que o sabor da nossa comida foi estabelecido pelos índios. O hábito que hoje temos de usar o milho, a farinha de mandioca, macaxeira cozida com sal, o mel e pimenta da terra foram herdados dos indígenas. Além disso, também tivemos influências dos africanos e portugueses. Com a chegada destes povos houve um interesse pela carne vermelha e pelas frutas locais, como o bacuri e a manga.

E no dia que o Piauí completa 191 anos, o G1 mostra um pouco da gastronomia local, como forma de homenagear a todos que fazem parte deste estado.

Os pratos mais desejados
Porção mista com carne de sol equeijo coalho e mandioca frita, da Casa do Norte. (Foto: Photo5/Divulgação)Porção mista de carne de sol, queijo coalho
e mandioca frita
Em cada canto do Piauí há uma receita própria. A carne de sol e o capote são típicos da cidade de Campo Maior, localizada a 78 Km deTeresina. O capote misturado ao arroz é facilmente encontrado nas cidades de Barras, Batalha e Piripiri. No município de Esperantina é encontrada a peixada e o churrasco de carneiro.
Já no litoral piauiense, os frutos do mar e peixes ganham um lugar especial no paladar dos piauienses e turistas. As principais receitas servidas são à base de peixe, camarão, caranguejo e ostras.
Petiscos de camarão, caranguejo e mexilhão (Foto: Divulgação)Petiscos de camarão e caranguejo ganham lugar  especial no litoral do Piauí
Nas cidades localizadas na região Sul do Piauí é bastante comum colorir o arroz com açafrão. No sertão piauiense, o prato preferido dos moradores é a mistura de feijão com pé e orelha de porco, conhecida como pintado ou mugunzá. O bode assado na brasa concentra-se nos municípios da região de Picos, onde os rebanhos são comuns. Já a cidade de Floriano se destaca o arroz com abóbora e feijão com pequi. Em São Raimundo Nonato, a comida mais encontrada em vários restaurantes e nas residências é o beiju com bode assado e cuscuz com carne de sol. O prato deixa os piauienses e turistas com água na boca.
Na capital do estado, Teresina, o prato mais desejado é a mistura de arroz com carne seca de gado conhecida como 'Maria Isabel'. A combinação também funciona com carne de bode, com capote, galinha caipira e pato. A carne de sol socada no pilão e misturada com farinha e cebola branca é conhecida como 'paçoca'. O prato é servido com banana ou baião de dois (mistura de arroz com feijão).
Panelada e Sarapatel são facilmente encontrados em Teresina (Foto: Gilcilene Araújo/G1)Sarapatel (a esquerda) e panelada (a direita) são
facilmente encontrados em Teresina
(Foto: Gilcilene Araújo/G1)
Outros destaques da cozinha teresinense são a 'galinha à cabidela', o 'sarapatel', 'panelada' e a 'buchada'. A galinha popularmente conhecida como 'galinha caipira' é cozida ao molho com um pouco de sangue que foi retirado dela. Já o 'sarapatel' é confeccionado com carne, fígado, coração e rim de porco. A famosa 'panelada' é preparada com partes do intestino do boi misturadas com várias verduras e a 'buchada' é feita com o intestino do bode.

Apesar de cada receita ser originária de uma cidade, não significa dizer que elas são específicas daquela localidade, ou seja, os pratos citados acima são facilmente encontrados em várias partes do Piauí.
Cajuína é patrimônio cultural do Piauí (Foto: Gilcilene Araújo/G1)Cajuína é patrimônio cultural do Piauí (Foto: Gilcilene Araújo/G1)


Para acompanhar estes pratos, os piauienses e turistas podem ser servidos com drinques naturais que possuem ou não álcool. As doses de cachaças são indicadas para quem gosta de beber algo mais forte. A cajuína é o típico refrigerante do estado, a bebida é feita a partir do caju e atualmente é considerada patrimônio cultural do Piauí.
Doces piauienses são feitos a partir das árvores frutíferas (Foto: Gilcilene Araújo/G1)Doces piauienses são feitos a partir
das árvores frutíferas (Foto: Gilcilene Araújo/G1)
Como árvores frutíferas não faltam no Piauí, a doçaria é super caprichada. O doce da casca de limão azedo é o mais típico. Também fazem parte da culinária do estado os doces: as compotas de goiaba, caju, mangaba, bacuri, buriti, abacaxi e banana.

Geração de riqueza e renda
A gastronomia local é fonte de renda para muitos piauienses. Dona Jesus Carvalho é proprietária de um restaurante que há 20 anos serve comidas típicas em Teresina. Logo na entrada do estabelecimento, uma placa indica quais são os pratos mais procurados. O teto do restaurante é feito de palha e algumas paredes há pinturas rupestres que simbolizam ainda mais o clima de rusticidade.

Segundo a empresária, a arte de cozinhar atrai muitos turistas e piauienses. “Temos uma clientela cativa , mas recebemos também a visita de muito turistas que vem à capital e desejam conhecer um pouco da gastronomia daqui. O nosso tempero é diferente, também cozinhamos alguns ingredientes em panela de barro, um dos nossos diferenciais”, relatou Carvalho.
Humberto Arcoverde adora a lingua recheada feita no Piauí (Foto: Gilcilene Araújo/G1)Humberto Arcoverde é pernambucano e adora a lingua recheada feita no Piauí (Foto: Gilcilene Araújo/G1)
Nazareno de Jesus é membro de uma família que há quase 30 anos serve comida típica do estado. O advogado Humberto Arcoverde é natural de Pernambuco e garante: “a comida daqui é diferente de tudo que eu já consumi em outros estados. Quando venho à Teresina sempre faço minhas refeições neste restaurante e peço língua recheada. É o meu prato preferido”, afirmou.

Mas não é somente os grandes estabelecimentos que vendem comidas típicas. Elas podem ser encontradas nos mercados públicos, em algumas praças e até mesmo nas portas da casas da população.
Erika vende comida típicas na Praça do bairro Poti Velho (Foto: Gilcilene Araújo/G1)Erika vende comida típicas na Praça do bairro
Poti Velho (Foto: Gilcilene Araújo/G1)
Dona Erika Pereira é uma destas pessoas que aproveitam o fluxo de pessoas que circulam pela Praça do bairro Poti Velho, na Zona Norte de Teresina, para vender o conhecido 'arrumadinho' ou 'misturinha'. A maria Isabel, com carne assada e creme de galinha são comercializados em pratos descartáveis e fazem a alegria dos piauienses.
Além disso, os festivais gastronômicos que acontecem em várias cidades ajudam a incrementar economia do estado. O 'Sabor Maior' é um dos maiores eventos culinários do Piauí. Em Campo Maior, chefes de cozinha preparam iguarias locais como a carne de caprino e ovino com toques refinados e conseguem atrair grande público e movimentar milhões.
Sofisticando a culinária piauiense
O crescente interesse pela culinária local abriu espaço para a criação do primeiro curso superior de gastronomia de Teresina em uma faculdade particular. O Instituto Federal de Educação do Piauí (IFPI) também oferece cursos em nível técnico e tecnólogo.
  •  
O Instituto Federal de Educação do Piauí (IFPI) também oferece cursos em nível técnico e tecnólogo. (Foto: Gilcilene Araújo/G1)O Instituto Federal de Educação do Piauí
(IFPI) também oferece cursos em
nível técnico e tecnólogo. (Foto: Gilcilene Araújo/G1)
Segundo a coordenadora dos cursos, Marília Marques, o setor gastronômico em Teresina cresce a cada ano, o que exige dos chefes de cozinha qualificação e sofisticação. “O paladar dos clientes está cada dia mais exigente, logo, é preciso servir pratos com inspiração internacional sem deixar de preservar o receituário tradicional. Para isso, os estudantes aprendem novas técnicas de produção da culinária piauiense aliados a pratos da gastronomia contemporânea”, afirmou a coordenadora.
Fonte - http://g1.globo.com/pi/piaui/noticia/2013/10/prazeres-da-mesa-conheca-o-diferencial-da-gastronomia-piauiense.html

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Suflê de Inhame

Prepare hoje mesmo esta receita leve e deliciosa




Ingredientes

• 650 g de inhame sem casca
• 1/4 de xíc. (chá) de creme de leite light
• 3 ovos (gema e claras separadas)
• 2 col. (sopa) de queijo parmesão ralado light
• Pimenta-do-reino e sal a gosto
• Margarina light e farinha de trigo para untar a fôrma

Modo de fazer

Cozinhe o inhame na água com sal. Escorra a água e passe o inhame pelo espremedor de batata. Junte o creme de leite, as gemas e o queijo parmesão. Bata as claras em neve e misture delicadamente à mistura de inhame. Tempere com a pimenta e ajuste o sal. Coloque a mistura numa fôrma para sufl ê untada com a margarina e polvilhada com a farinha. Leve ao forno preaquecido a 180°C por cerca de 30 minutos.

Rende: 6 porções
Calorias por porção: 273
Fonte-boaforma.abril.com.br
Foto-receitasculinariaslisa.blogspot.com.br

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Alfarroba

Foto raiz de gengibre       Foto de chocolate de Alfarroba

Tem cara de chocolate, gosto de chocolate, mas não é chocolate. Além de nutritivos, os produtos feitos com alfarroba são isentos de lactose, glúten e açúcar, podendo ser consumidos inclusive por quem tem alergia ao leite.

Apesar de não ter sido tão difundida como o cacau, a Alfarroba já era usada pelos Egípcios há mais de 5.000 anos. Fruto da Alfarrobeira, árvore nativa do mediterrâneo, a alfarroba é uma vagem da qual se extrai a polpa que é torrada e moída para se obter o pó usado na substituição do cacau.

De tempos para cá tem se falado bastante da tal alfarroba. Os grãos desta leguminosa são transformados em um alimento parecido com o chocolate.

Porém, ele promete ser mais saudável e menos calórico. 
Fonte-http://www.senado.gov.br/senado/portaldoservidor/jornal/Jornal132/nutricao_alfarroba.aspx



O pó ou farinha de alfarroba derivado da polpa da vagem torrada e moída é utilizado para substituir o cacau.


A alfarrobeira é uma árvore selvagem, nativa da costa do Mediterrâneo. A alfarroba tem sua vagem comestível, semelhante ao feijão, de cor marrom escuro e sabor adocicado, utilizada pela indústria de alimentos, na produção de gomas e espessantes.

O pó ou farinha de alfarroba derivado da polpa da vagem torrada e moída é utilizado para substituir o cacau. Esse pó, contudo, possui expressiva diferença em relação ao cacau no conteúdo de açúcar e de gordura. Enquanto o cacau possui até 23% de gordura e 5% de açúcar, a alfarroba possui 0,7% de gordura e um alto teor de açúcares naturais (sacarose, glicose e frutose), em torno de 38 a 45%. A alfarroba é um alimento saudável e de elevado valor nutritivo. Contém vitamina B, tanto quanto o aspargo ou morango; possui a mesma quantidade de niacina que o feijão, fava, lentilha e ervilha e mais vitamina A, que é essencial para o crescimento dos ossos e dentes, vitalidade da pele e saúde da visão do que a berinjela, o aspargo e a beterraba. Possui ainda alto teor de vitamina B2, cálcio, magnésio e ferro, bem como um correto balanceamento de potássio e sódio. A alfarroba não possui qualquer agente alergênico ou estimulante tais como a cafeína e teobromina presentes no cacau. Embora apresente um alto teor de açúcares, possui um baixo conteúdo calórico devido à quantidade quase imperceptível de lipídeos (gorduras) e alta quantidade de fibras naturais. O efeito benéfico dessas fibras naturais na flora intestinal se dá pela proteção da membrana mucosa do intestino, bem como pela redução significativa da incidência de diarréias indefinidas, desordens nutricionais e incidência de úlceras.
Fonte-http://clinicamirellafreire.blogspot.com.br/

terça-feira, 13 de agosto de 2013

Biscoito com Geleia de Laranja


Biscoito com Geleia de Laranja


Ingredientes
Para a geleia:
4 unidades de laranja-baía (1 kg)
¼ xícara (chá) de Tal e Qual (5 g)

Para o biscoito:
1 ¼ xícara (chá) de farinha de trigo (150 g)
4 colheres (sopa) de Tal e Qual ( 8 g)
1 pitada de canela
raspas de ½ laranja-baía
3 colheres (sopa) de óleo de canola (39 g)
4 colheres (sopa) de suco de laranja (60 g)

Preparo

Prepare a geleia: com o auxílio de uma pequena faca afiada, descasque 1 laranja, tomando cuidado para retirar apenas a casca, sem a parte branca. Pique a casca em pedacinhos bem pequenos, coloque em uma panela junto com 1 xícara (chá) de água (200 ml) e cozinhe, em fogo médio, durante 10 minutos, ou até o líquido reduzir pela metade.
Enquanto isso, descasque as outras laranjas, deixando somente os gomos à mostra. Sobre uma vasilha, separe cada gomo de laranja da membrana que o envolve com uma a faquinha afiada, passando a faca dos dois lados de cada gomo, entra a polpa e a membrana. Depois de ter retirado todos os gomos da laranja, esprema o bagaço sobre a vasilha, para retirar todo o suco. Junte às cascas cozidas os gomos de laranja e o suco que se formou durante o processo de corte. Polvilhe o Tal e Qual e volte ao fogo baixo, com a panela semitampada, para cozinhar por cerca de 20 minutos, ou até que o líquido reduza e se forme uma geleia brilhante. Durante o processo, mexa a geleia de vez em quando. Prepare o biscoito: misture a farinha de trigo, o Tal e Qual, a canela e as raspas de laranja. Junte o óleo e misture, até formar uma farofa. Adicione o suco, aos poucos, enquanto mistura, até obter uma bola de massa que desgrude com facilidade do recipiente. Cubra a massa com filme plástico e leve à geladeira durante 30 minutos.

Montagem: coloque a massa entre 2 sacos plásticos e abra-a, com o auxílio de um rolo, até ficar bem fina (2 mm de espessura). Corte-a, com o auxílio de um cortador de biscoitos, no formato que desejar e passe os biscoitinhos para uma assadeira. Amasse as rebarbas até formar uma bola e repita o processo. Se necessário, volte a massa para a geladeira, para descansar. Leve os biscoitos ao forno pré-aquecido (180 ?C) e asse por cerca de 30 minutos, ou até que fiquem firmes.

Retire a assadeira do forno e, sobre cada biscoitinho, coloque um pouco da geleia de laranja, utilizando duas colherinhas de café para facilitar o trabalho. Volte a assadeira ao forno e asse por mais 10 minutos, ou até os biscoitinhos ficarem levemente dourados e a geleia de laranja, bem dourada. Sirva-os acompanhando café ou chá.

Tempo de preparo 30 minutos

Rendimento 60 unidades de 4 g cada    
Informação nutricional     1 porção
Valor calórico (kcal)     23,10
Carboidratos (g)     4,00
Proteínas (g)     0,50
Lipídios (g)     0,70
Fibras (g)     0,50


Dicas
A geleia de laranja pode ser guardada em vidro limpo e seco e armazenada em geladeira. Use a geleia para enriquecer bolos; sobre torradas e pães; ou mesmo entre biscoitos simples, formando um casadinho.
Fonte-https://www.blogger.com/blogger.g?blogID=3667418111533802850#editor/target=post;postID=3438628626643690905

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Bolo de Cenoura com Ganache

No 'Tem criança na cozinha', do Canal Gloob, Luísa, Luigi e Eduardo preparam para a criançada uma receita fácil de fazer com os pequenos: bolo de cenoura com ganache de chocolate. Confira abaixo o passo a passo da receita:


Bolo de cenoura com ganache de chocolate


Fonte - http://gnt.globo.com/receitas/Bolo-de-cenoura-com-ganache-de-chocolate.shtml

domingo, 11 de agosto de 2013

Bolo Maça do Amor


Bolo Maça do Amor



Ingredientes

Massa:

200 gramas de margarina
1 ½ xícara (chá) de açúcar
5 ovos
1 xícara (chá) de leite
4 xícaras (chá) de farinha
1 ½ colher (sopa) de fermento químico em pó

Calda:

½ xícara (chá) de açúcar
3 flores de cravo
1 rama de canela
2 xícaras (chá) de groselha
Suco e raspinhas de um limão

Cobertura com Maçã:

5 maçãs picadas
1 xícara (chá) de água
2 xícaras (chá) de açúcar

Modo de preparo
Para a massa, bata a margarina até clarear. Junte o açúcar e bata mais um pouco. Coloque os ovos um a um e bata muito bem. Intercale o leite e a farinha de trigo, batendo devagar. Por último,despeje em uma forma o fermento em pó e leve  para assar em forno pré-aquecido.
Para a calda, coloque todos os ingredientes em uma panela. Leve ao fogo e deixe ferver até começar a engrossar.
Para a cobertura, coloque a água e o açúcar em uma panela. Leve ao fogo e deixe derreter o açúcar. Junte as maçãs e deixe cozinhar até ficar macia. Para finalizar, desenforme o bolo, umedeça bem com a calda e reserve um pouco. Coloque por cima as maçãs cozidas e regue com o restante da calda. Sirva.

Dalva Zanforlin
www.tremdaalegria.com.br
Fonte - http://diadia.band.uol.com.br/